Desenvolvido dentro da ideologia “clean label” (em tradução livre “rótulo limpo”) é um produto sem conservantes, sem derivados animais e livre de glúten. Priorizando o uso de ingredientes simples e naturais.
(41) 3081-8662
contato@naodequeijo.com.br

Programa de Alimentação para Escolas

Intolerância à lactose e ao glúten (doença celíaca) foram incluídas no programa de alimentação diferenciada do governo de Mato Grosso do Sul. O governo, nesse mesmo programa,  já fornece uma merenda escolar especial, supervisionada por médicos e nutricionistas, para alunos da rede estadual de ensino que têm diabetes e hipertensão.

A inclusão para intolerantes à lactose e ao glúten ocorreu por meio da lei que entrou em vigor 28 de Junho, com a publicação do texto sancionado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB). O projeto que deu origem a lei foi proposto pelo deputado estadual Paulo Siufi (MDB).

“Hoje temos um número grande de crianças no Mato Grosso do Sul, portadoras dessas patologias. Se não tivermos uma merenda específica para elas, o quadro clínico irá piorar o que colocará em risco suas vidas”, comentou Siufi.

A lei estipula que as crianças que têm intolerância à lactose e doença celíaca também passarão a receber uma merenda diferenciada nas escolas, assim como já ocorre com as diabéticas e hipertensas, após um exame de constatação.

As escolas deverão ter ainda uma relação completa de todas as crianças matriculadas que possuem essas doenças, para que elas sejam inseridas no programa pela secretaria estadual de Educação.

E você concorda que essa adaptação deveria ser feita em todas as escolas do Brasil?

Fonte: G1 – Mato Grosso do Sul.

Post a Comment